• Arthur Cabral

Avaliação das infraestruturas cicloviárias implantadas no Corredor Universitário em Goiânia

Esta semana o portal habitaracidade.com traz à biblioteca a dissertação de mestrado de Luiza Lemos Antunes. Intitulada "Avaliação das infraestruturas cicloviárias implantadas no Corredor Universitário em Goiânia", a dissertação foi defendida junto ao Programa de Pós-Graduação em Geotecnia, Estruturas e Construção Civil da Universidade Federal de Goiás em 2015 e apresenta uma análise do desempenho e das condições do sistema cicloviário implantado junto ao trecho de faixa preferencial do transporte coletivo correspondente ao Corredor Universitário. Boa leitura!


"A bicicleta é um veículo intensamente utilizado no Brasil e surge como opção de transporte para amenizar os impactos gerados pelo uso indiscriminado do transporte individual motorizado. Contudo, apesar de o uso da bicicleta no Brasil ter um século de história, a falta de uma política cicloviária eficiente traduz-se o principal fator limitador da inserção da bicicleta como modo de transporte. O planejamento cicloviário deve atuar de forma abrangente, onde todas as variáveis como geometria, materiais e execução devem ser consideradas de maneira conjunta. Dessa forma, esta pesquisa buscou realizar uma análise do desempenho e das condições de serviço do sistema cicloviário implantado em Goiânia junto ao trecho de faixa preferencial do transporte coletivo, denominado Corredor Universitário. O estudo também propiciou o levantamento de problemas patológicos e ocorrência de não conformidades, associados às etapas de concepção de projeto, de especificações dos materiais e de execução. Amparado por requisitos para planejamento cicloviário estabelecidos e normas técnicas, foram avaliados aspectos projetuais e tecnologias utilizadas, como materiais e processo de execução, visando ao diagnóstico das deficiências do sistema. Para avaliação do pavimento cicloviário, dada a ausência de uma metodologia específica, utilizou-se um método adaptado, existente para avaliação e conceituação de pavimentos rodoviários, por meio do cálculo do índice de Condição do Pavimento (ICP). Foram identificadas várias falhas no sistema cicloviário implantado. Dentre as principais estão: a inadequação da sinalização das ciclovias, problemas de drenagem, iluminação das vias cicláveis comprometida pela falta de manutenção, mobiliário urbano danificado, ausência de estacionamento para bicicleta e graves problemas de pavimentação. Vários fatores como a ausência de um projeto de pavimentação e a falta de controle tecnológico do concreto utilizados, influenciaram no desempenho do pavimento das ciclovias, que, com apenas 3 anos de tempo de serviço, exibiu inúmeras patologias. Com isso, os trechos analisados foram caracterizados de Bom a Ruim, conforme conceitos apresentados pelo método adotado. Assim sendo, os problemas

diagnosticados no sistema cicloviário do Corredor Universitário são decorrentes de uma série de fatores, que vão desde a fase de planejamento e concepção de projeto, assim como a deficiência ou ausência de projeto executivo e o baixo controle de qualidade de todo o processo de execução.


Palavras-chave: Ciclovia. Infraestrutura. Pavimento. Patologia."


Título: Avaliação das infraestruturas cicloviárias implantadas no Corredor Universitário em Goiânia

Autoria: Luiza Lemos Antunes

Orientador: Prof. Dr. Oswaldo Cascudo.

Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Goiás, Escola de Engenharia Civil e Ambiental(EECA), Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil - Geotecnia, Estruturas e Construção Civil, Goiânia, 2015.


Acesse o trabalho completo em habitaracidade.com/biblioteca