Poética, paisagem e cidade

"É improvável a ocorrência da paisagem (e da sua fruição) no meio urbano, a não ser sob formas amansadas da natureza e em áreas intencionalmente reservadas a ela. Porém admite-se a hipótese de haver paisagens em dormência nos interstícios urbanos, isto é, em espaços desfuncionalizados, situados entre as formas e as intenções segundo as quais se organiza o urbano, mas que não se definem por nenhuma delas." São com essas provocações que inauguramos a Biblioteca do habitaracidade.com destinada à divulgação de trabalhos já publicados pelos(as) pesquisadores(as) da equipe do portal e de pesquisadores(as) convidados(as). Começamos então com a tese recém defendida: Título: Uma poética dos interstícios urbanos:paisagens possíveis nas entrelinhas da cidade Autoria: Arthur Simões Caetano Cabral Instituição: FAU-USP Ano: 2020 Palavras-chaves: Arte; Fazer poético; Imaginação da matéria; Interstícios urbanos; Paisagem. Para mais informações e o link do trabalho completo clique aqui.