Artigos Acadêmicos

01/

BARROS MARQUES, E. M.

ALVES DE FREITAS NOGUEIRA , E. 

Não Propaganda e espaço urbano: Reflexões sobre intervenções urbanas, publicidade na cidade e vídeo arte. Paranoá: Cadernos De Arquitetura E Urbanismo, (24), 151-156, 2020.

"Este trabalho pretende refletir sobre a dinâmica entre publicidade, espaço público e cidadãos, através da intervenção urbana Não Propaganda, realizada pelo coletivo baiano GIA, também observando os processos de mediação da mesma com a produção de um vídeo arte produzido pelo grupo a partir da filmagem da realização da ação na cidade de São Paulo, em 2006. Essa intervenção buscou tratar da comunicação nas cidades por meio de placas, faixas e panfletos amarelos sem conter nenhuma palavra ou desenho ..."

02/

CABRAL, A. S. C.; BARTALINI, V.

Caminhar e desvelar paisagens. RUA, v. 25, n. 1, 17 jan. 2019.

Muito mais do que extensão do território que se abrange com um lance de vista, a paisagem é presença que se revela pelo caminhar. E não se revela cabalmente ou por completo, não só porque a todo visível corresponde um invisível, mas também porque a completude transformaria a paisagem em mero objeto destituído de horizontes, ou seja, de possibilidades e de mistério.

Palavras-chave: Paisagem, Horizonte, Caminhar, Revelação poética.

03/

HUGUENIN, J. P. O.; 
SOUSA, L. C.
Possibilidades para o ensino em cidades do interior: o curso de Arquitetura e Urbanismo da UFG Regional Goiás In: XXXVII ENSEA – Encontro Nacional sobre Ensino de Arquitetura e Urbanismo, 2019, Rio de Janeiro. Anais: XXXVII ENSEA / XX CONABEA: Desafios no ensino de arquitetura e urbanismo no século XXI / XXXVII Encontro Nacional sobre Ensino de Arquitetura e Urbanismo, XX Congresso da Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo. Rio de Janeiro-RJ. Rio de Janeiro: ABEA, 2019.

Este artigo trata das possibilidades e dificuldades de implantação de um curso de Arquitetura e Urbanismo no interior do país através da experiência da Regional Goiás da Universidade Federal de Goiás. A localização do curso em um estado que apresenta 78% de seus municípios com população inferior a 20.000 habitantes, em uma cidade de menos de 25.000 habitantes, considerada Patrimônio Cultural Mundial e com uma forte presença de movimentos sociais do campo foram dados fundamentais para a concepção desse curso.

04/

HUGUENIN, J. P. O. 

A utopia experimental da centralidade renovada: experiências em três cooperativas habitacionais latino-americanas. Revista Nacional de gerenciamento de cidades. , v.7, p.101 -117, 2019.

“Verificamos em grandes cidades um processo de formação de vazios urbanos que favorece sua retenção especulativa. Muitos desses vazios ocorrem em áreas desfuncionalizadas que contém importante patrimônio edificado para a memória da cidade. Reconhecendo os vazios como oportunidade para a criação de uma nova cidade, buscamos verificar a ação de movimentos de luta pela moradia no contexto latino americano a partir de três cooperativas habitacionais: COVICIVI (Montevidéu- URY), El Molino (Buenos Aires- ARG) e Ocupação Mariana Crioula (Rio de Janeiro- BRA).”

[Em construção]

Sessão atualizada todas as segundas-feiras