Buscar

29/10 - 21h | Audição - a música ensina | 2020. 6 |

Polaroides contraculturais em arte e arquitetura e cidade [1963-1983], por Lu de Laurentiz​


A proposta dessa edição-audição é um álbum de fotografias em palavras-imagens-sons, do período de 1963 a 1983, no Brasil e estrangeiro, apresentando o espaço de utopia e sociedade nas experiências contraculturais em artes, arquiteturas e cidades como contraponto aos perfis vigentes do capitalismo.


Inscrições em habitaracidade.com/audicao em arte e arquitetura e cidade [1963-1983], por Lu de Laurentiz​


A proposta dessa edição-audição é um álbum de fotografias em palavras-imagens-sons, do período de 1963 a 1983, no Brasil e estrangeiro, apresentando o espaço de utopia e sociedade nas experiências contraculturais em artes, arquiteturas e cidades como contraponto aos perfis vigentes do capitalismo.


Inscrições em habitaracidade.com/audicao




Esta semana o portal habitaracidade.com traz à biblioteca "Da resistência à potência: paisagens baldias no caso da cidade de São Paulo", artigo de Arthur Cabral publicado nos Anais do 2º Congresso Ibero-americano de História Urbana, realizado em 2019 na Cidade do México. Entre esforços de ordenamento do território e espaços retomados pelos elementos naturais característicos do sítio urbano de São Paulo, o artigo propõe a reflexão sobre oportunidades de fruição paisagística no meio urbano contemporâneo. Boa leitura!


"Em que pese a excepcionalidade com que a paisagem se apresenta nas cidades contemporâneas, a persistência e a sobrevivência, mesmo em contextos metropolitanos, da experiência de estranhamento que a natureza nos provoca permite pressupor a possibilidade de fruição paisagística em tais contextos. Propõe-se, aqui, a reflexão sobre as oportunidades que os espaços urbanos residuais, por não se definirem por nenhuma intencionalidade a priori e por se abrirem às manifestações originárias da natureza, oferecem à fruição paisagística no cotidiano das grandes cidades."


Acesse o trabalho completo em habitaracidade.com/biblioteca

  • Arthur Cabral

Esta semana o portal habitaracidade.com traz à biblioteca "Maquinações de natureza em episódios urbanos", artigo de Pedro Dultra Britto e Carolina Ferreira Fonseca publicado na Revista Urbana (UNICAMP). A discussão entre hegemonias e resistências, prementes nas interações de cidade e natureza, parte da análise de episódios urbanos contextualizados em cidades distintas e assume o pensamento de Baudrillard, Acserald, Deleuze e Guattari como balizas para a abordagem de práticas urbanas associadas ao natural. Boa leitura!


"O artigo aborda maquinações entre natureza e cidade a partir das políticas de subjetivação contemporâneas analisadas com enfoque nas interações entre hegemonias e resistências. Explora interações e rupturas entre hegemonia e resistência através da contextualização de situações contributivas para a reflexão do urbanismo sob a ótica da paisagem, das visibilidades, da política e dos afetos citadinos. Tais interações desdobram-se de três episódios contextualizados nas cidades de Salvador, Recife e Rio de Janeiro: 1) Desaparecimento e morte dos rios; 2) Um lugar ao sol na natureza urbana: territorialidades e paisagem; e 3) Pesca artesanal e paisagem: territorialidades de memória e apagamentos. Os episódios

articulam sentidos de “hiper-realidade” (BAUDRILLARD, 1991); “maquínico” (DELEUZE e GUATTARI, 2007); e “justificativas ambientais” (ACSELRAD, 2010), entre outros, assumindo diferentes configurações para práticas urbanas relacionadas com a natureza. A abordagem pelo viés da subjetivação instaura campos de forças tensionados, denominados de natureza celibatária."


Acesse o trabalho completo em habitaracidade.com/biblioteca