Projeto para o Edital Brasil de Verdade

Cidade Picadeiro

logo-footer.png

Projeto para Edital

Cidade Picadeiro

Brasil de Verdade - Projeto Bolsa Webdocumentário

PROPONENTE À BOLSA

Nome Completo: Jhony Robson dos Santos
RG: 4561041
CPF: 99721368172
Estado Civil: Solteiro
Profissão: Artista (palhaço, artista plástico, cenógrafo, músico)

Informações preenchidas na inscrição

RESUMO

Conta pra gente o que é o projeto, objetivos, onde e quando será realizado (máx. 1000 caracteres) 

CIDADE PICADEIRO

Narrativas sobre cidade sob o olhar de um palhaço que atua na cidade mediando relações como forma de sobrevivência. Multi-artista e promotor de eventos públicos de caráter circense, Bulacha constitui um modo de existência que agrega experiências e memórias de variadas formas de habitar a cidade, de converter em picadeiros livres os seus espaços públicos - picadeiros semáforos, praças, parques, escolas. Em Goiânia (e toda grande cidade brasileira) estes espaços espelham processos de uso e ocupação do solo baseados em desigualdades e repressão, e acumulam muitos fatores de esvaziamento dos seus sentidos públicos. A perda de sentidos e a falta de cuidado resultam espaços de baixa qualidade e todos estes aspectos foram agravados pelas restrições da pandemia. Assim, as narrativas são intersecções das memórias de uma infância e juventude singulares, e dos malabarismos existenciais de um palhaço no atual contexto urbano de Goiás. O projeto será realizado em Goiânia ao longo de 90 dias. O projeto aqui apresentado está disponível em habitaracidade.com/cidadepicadeiro.

 

EQUIPE

Qual o tamanho atual de sua equipe?

A equipe é composta por 8 pessoas.

EQUIPE

Agora descreva o processo de desenvolvimento do projeto, discorrendo sobre a definição (escolha) do objeto e sobre a equipe envolvida na construção da proposta (máx. 1000 caracteres) *

2017.2: gravações externas, duas câmeras + captação de áudio [memórias de infância do palhaço BULACHA no (far)oeste BRASIL/1990: casa de lona, favela ferroviária, manilhas de esgoto, violência, privação e grafite

Registro urbanístico sobre um modo de habitar (voluntarismo de 1 professor + 2 alunos + 1 músico) estagna na espiral distópica em que o BRASIL mergulha.

 

2021.1: instigados pelo edital ICL, o grupo agrega + 4 comparsas e elabora o conceito cidade picadeiro, no qual as acepções de “PICADEIRO” (palco da arte circense e local para adestramento de animais confinados) são confluentes para uma GOIÂNIA/2021. 

Propomos utilizar elementos biográficos do BULACHA para compor alguns atributos desta cidade picadeiro, onde o palhaço conecta mundos instaurando palcos e plateias. Os atributos serão ficcionalizados pelos recentes tensionamentos brasileiros, para perspectivar a transmutação UTOPIA-DISTOPIA a partir da cidade-picadeiro. 

 

EQUIPE

Coloque aqui um link (Google drive ou outro) com a descrição em texto dos principais membros da equipe do projeto contendo: Nome completo, Função e Minicurrículo de cada integrante com no máx. 1000 caracteres

1 Carolina Fonseca - Roteiro 

Clique aqui pra ver o currículo

2 Edinardo Rodrigues Lucas - Direção / Produção

Clique aqui pra ver o currículo

3 Igor Zargov - Som Direto / trilha sonora

Clique aqui pra ver o currículo

4 Jhony Robson (BULACHA) - Roteiro / Atuação

Clique aqui pra ver o currículo

5 Marina Noelle - Produção

Clique aqui pra ver o currículo

6 Pedro Brito - Roteiro / Produção

Clique aqui pra ver o currículo

7 Pedro Marcelo Canhete Praxedes - Captação/Edição/Produção

Clique aqui pra ver o currículo

8 Rodrigo Vieira Martins - Captação/Edição/Produção

Clique aqui pra ver o currículo

 

PRESENÇA NA REGIÃO

Quais os objetivos gerais do projeto referindo-se à meta que se quer atingir e sua contribuição para a região em que está inserida (máx. 1000 caracteres) 

O objetivo geral do projeto é refletir sobre as cidades a partir da relação com seus habitantes. Nesse projeto a visão de uma cidade multifacetada se expressa pelo olhar de um artista urbano que a usa de diversas formas. É claro, também, que o próprio personagem é fruto de sua relação com o território. 

A contribuição dada pela série de webdocumentários propostos neste edital para a região é o registro de narrativas das transformações urbanas ocorridas em trechos da cidade narrados por moradores da ocupação, de bairros periféricos que em diálogo com o personagem principal contam histórias de uma “cidade invisível". Para que os vídeos (webdocumentários) tenham maior alcance será desenvolvido um site para a publicação de informações complementares com a possibilidade de interação e diálogo.

 

ESTRATÉGIAS DE REALIZAÇÃO

Destaque as ações e caminhos a serem percorridos para que o projeto se viabilize de acordo com os objetivos apresentados. Informe também obras e referências que inspiram o projeto (máx. 1000 caracteres) 

“Carlos Nader (Paixão de JL -2015) acredita na noção de documentário como objeto estético cinematográfico posto que, a partir do momento em que as coisas do mundo (“reais” ou “factuais”) são filmadas, elas deixam de ser “coisas do mundo” e se tornam filme.”

A proposta aqui apresentada trará a reflexão sobre noção de verdade que pode e depende de quem enxerga o “fato”. Outra sutileza que será explorada é o limite borrado entre ficção e realidade. A partir do olhar de um ex-morador de ocupação e artista urbano - Bulacha, desvendaremos a cidade onde mora e pela qual ele mesmo foi moldado. A cidade, para Bulacha, é moradia (nem sempre garantida, apesar de direto), é sustento retirado do semáforo e é palco de seus diversos personagens e números de malabares.

Assim, a estratégia aqui apresentada é fazer vários pequenos filmes documentários (que se complementam, mas podem ser vistos em qualquer ordem) onde a Cidade é vista e apresentada pelo olhar “periférico” do artista. A possibilidade de apresentar uma ideia em meio a tantas informações na internet é tão efêmero como a oportunidade de se apresentar no tempo de um semáforo vermelho.

São referências documentários de Carlos Nader, Agnes Vardá, Eduardo Coutinho, Gabriel Mascaro entre outros.

 

PROPONENTE BOLSISTA

Descreva as principais atividades culturais, sociais ou pedagógicas desenvolvidas e realizadas pelo(a) proponente à bolsa nos últimos 2 anos (máx. 3000 caracteres) 

Palhaço Bulacha nasceu para o fazer artístico em 2004 estudando, criando e apresentando números de malabares com dévil, bolinhas e claves. Participou ao longo dos anos seguintes de uma série de cursos e oficinas de formação em teatro e palhaçaria. Em 2010 cursou a Escola Estadual de Circo Martim Cererê, participando da 1a turma. Ainda no mesmo ano cursou sonoplastia no Projeto Bastidores promovida pela AGEPEL.

No ano 2016 formou-se no curso da UFG, em Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás. A trajetória percorrida pelo artista vem das suas experiências com a arte, o grafite foi o primeiro suporte utilizado para espalhar de forma espontânea suas ideias e formas. A necessidade de se destacar entre os outros grafiteiros fez com que ele experimentasse não somente as cores mas outros materiais que iam sendo agregados ao trabalho que tem uma produção intensa nas ruas de Goiânia nos anos 2000 até 2009, quando Bulacha parte para novos estudos de cores e técnicas.

Como produtor cultural é idealizador e um dos realizadores do Encontro Goiano de Malabares e Circo. Atua diretamente na cena do circo teatro goiano, e pelo Brasil a fora participando de produções de alguns eventos de Circo e música, além do encontro Goiano de malabares e circo que é realizado consecutivamente desde o ano de 2007, também produziu o evento Malabariando, Variete Matias Galindez no Beco da Codorna, também atuou na produção do Encontro de palhaços de Anápolis, Montra competitiva JR Malabaris, circulação Paulistana no projeto Biblioteca Viva.

Aprendeu a fazer produção no fazer diário e assim realiza um dos eventos mais expressivos na cena circense do Brasil, participou da Produção do Anjos do Picadeiro 2018. Atualmente apresenta-se em festivais, praças, teatros, circos, onde a arte esteja.

Ultimas apresentações:

- Anjos do Picadeiro Muda Outras Economias-RJ /2019

- Circo de Areia Macaé- RJ/2020

- Feira Cria Sana Macaé- RJ/2020

- Praça de Lumiar- RJ/2020

- Praia dos Cavaleiros- RJ /2020

- 4a Festival de Circo de Rua Iracemápolis- SP/2020

- 4a Festival de Circo de Rua Cordeirópolis

- Feira Beira Rio Itumbiara-GO

- Picadeiro Digital Muda Outras Economias- GO /2020.

 

Oficinas Ministradas:

-  Iniciação a manipulação de objetos e equilíbrio

-  Iniciação a palhaçaria

-  Criação de número de palhaço

-  Oficina de brinquedos populares

 

Links :

Instagram

@bulacharte

 

ESPETÁCULO CIRCO DE PULGAS DO BULACHA

https://www.youtube.com/watch?v=QGybViFgNSA

 

Bulacha/ Bonzo 08 Crew 2015

https://www.youtube.com/watch?v=7m6rd1yvScM